PROGRAMAÇÃO

O Festival de Inverno de Bonito 2016 apresenta em sua programação 83 atividades em várias linguagens artísticas, sendo 21 nacionais e 62 do Mato Grosso do Sul. Com um repertório plural e para todas as idades, capaz de interagir artistas e criadores de várias gerações dos novos aos consagrados e reconhecer em homenagens personagens que marcaram a história da região.

Reúne música popular brasileira, clássica, referências identitárias do folk presentes na região, hip hop, rock e expressões da cultura popular do Mato Grosso do Sul e do Brasil. Envolve a estética contemporânea do teatro, da dança e do circo capazes de revelar nossa riqueza cultural, o potencial criativo dos artistas brasileiros.

Exposições de artes plásticas reveladoras da singularidade e universalidade de nossos artistas, na célebre exposição Série Divisão de Mato Grosso, de Humberto Espíndola.

A infância e seu meio ambiente nas telas do cinema, desescondendo olhares sensíveis capazes de traduzir realidades e fantasias do universo infantil. O território criativo da economia busca espaço e formas híbridas de convivência no artesanato, na identidade indígena e na literatura ambientados na Praça da Liberdade. Oficinas e debates aproximam o pensamento e a ação de quem a partir do protagonismo constrói a inovação.

Por meio da interação com diferentes possibilidades artísticas, o cidadão sul‐mato‐grossense vai reler sua história e aspectos relevantes de sua identidade. O visitante, terá a oportunidade de conhecer de perto o jeito sul-mato-grossense e usufruir de seus talentos artísticos e o cenário espetacular de Bonito.

28/07 • Quinta-Feira
Shows
Outras Atrações

14h às 17h · GESTÃO E CRIATIVIDADES EM DANÇAS URBANAS E FUNDAMENTOS • Oficina

A oficina de Gestão e Criatividade em Danças Urbanas, Técnicas e Fundamentos tem como objetivo aprimorar e fortalecer o trabalho de grupos de dança de rua de Bonito. A intenção é promover um intercâmbio com profissionais e abrir novas possibilidades de aprendizado. Desta maneira, os envolvidos irão refletir sobre o conceito de resistência e afirmação da identidade que está no bojo dessa linguagem artística. 

Ministrante Edson Clair
Período: 23 a 30.07 / 14h-17h 
Local: Estúdio Rekebre | Rua das Flores, 1815, Bonito
24h / 20 vagas 

14h às 19h · SKATE – PRODUÇÃO AUDIOVISUAL E PROTAGONISMO JUVENIL • Oficina

Voltada para o skate, a oficina aborda técnica, criação, produção, edição e difusão dos produtos em web canais. Ressaltando o protagonismo juvenil, a oficina aborda assuntos que contemplam o desenvolvimento físico, social, intelectual e emocional do jovem, contribuindo para a formação educacional e cultural de praticantes do skateboard para que possam atuar com autonomia na transformação de suas realidades.

Ministrantes: Frederico de Almeida Campos e Rafael Torres
Período: 26 a 31.07 | 14h-19h
Local: CMU - Centro de Multiplo Uso | Rua 24 de Fevereiro, S/N 
45h / 40 

17h30 às 22h · EXPOSIÇÃO SÉRIE DIVISÃO DE MATO GROSSO/HUMBERTO ESPÍNDOLA E MOSTRA COLETIVA DOS ARTISTAS DE BONITO • Artes Plásticas

Humberto Espíndola reforça a autonomia da linguagem artística e humaniza o sentimento popular numa narrativa histórica da divisão do estado de Mato Grosso em uma belíssima série de oito quadros. O criador e difusor da Bovinocultura cria um roteiro estético-histórico da criação de Mato Grosso do Sul. Acontece simultaneamente no mesmo espaço a Mostra Coletiva dos Artistas de Bonito, onde natureza e cultura servem de tema para as obras bonitenses. 

Local: Praça da Liberdade | Rua Cel. Pillad Rebuá, no centro de Bonito.  

17h30 às 22h · ESPAÇO LITERATURA • Literatura

Espaço exclusivo para os apaixonados pelas palavras, com lançamento de livros de autores regionais, discussões com escritores convidados e muito mais.

17h30 às 22h · EXPOSIÇÃO DE ARTESANATO – BRASIL, MATO GROSSO DO SUL E BONITO • Arte e Artesanato

A cultura, a arte e a natureza se transformam em lindas histórias contadas através do belíssimo trabalho manual de artesões, pintores e artistas regionais. Bonito, Mato Grosso do Sul e o Brasil são expostos em trabalhos únicos, reforçando os valores culturais de cada região.

17h30 às 22h · TENDA DOS SABERES INDÍGENAS - PLANETÁRIO CÉU GUARANI • Arte e Artesanato

Na Tenda dos Saberes Indígenas é exposta a cultura dos povos indígenas de Mato Grosso do Sul por meio do artesanato e cultivo de plantas medicinais das etnias Atikum, Kamba, Guarani, Kaiuá, Kadiweu, Kinikinawa, Ofaié e Terena. Para divulgar a visão do povo Guarani sobre as constelações, diferente da visão ocidental, bem como os mitos associados aos mesmos, o Planetário Céu Guarani – UEMS e a Casa da Ciência-UFMS trazem observatórios solares compactos, permitindo a observação astronômica com o uso de telescópios.

 Local: Praça da Liberdade, Rua Cel. Pilad Rebuá, no centro de Bonito.

 

19h às 22h · ABERTURA OFICIAL – HOMENAGEADOS: PAULO BOGGIANI E GERALDO ROCA • Apresentações

Admirado na cidade de Bonito, representou um grande divisor de águas em relação ao conhecimento geológico, contribuindo de forma significativa para o desenvolvimento da região. O governo do estado de Mato Grosso do Sul e o décimo sétimo Festival de Inverno de Bonito tem a satisfação de homenagear o professor Paulo Boggiani. 

O Festival de Inverno homenageia também Geraldo Roca. A importância fundamental desse grande artista, recém-desaparecido, na construção da música e identidade do Mato Grosso do Sul, motivou  o show Uma Para Estrada - Tributo a Geraldo Roca - uma das atrações da noite de estreia (quinta-28.07) da décima sétima edição do Festival de Inverno de Bonito 2016. Com curadoria e direção musical de Paulo Simões e Jerry Espíndola, essa homenagem reunirá representantes das diversas gerações influenciadas pela sua obra, reverenciada por artistas de renome nacional. Na Praça da Liberdade, rua Cel. Pilad Rebuá, no centro de Bonito. 

29/07 • Sexta-Feira
Shows
Outras Atrações

7h às 10h · VISITA AO PARQUE NACIONAL DA SERRA DA BODOQUENA • Passeios

O Parque Nacional da Serra da Bodoquena possui e protege a maior área contínua de Mata Atlântica em Mato Grosso do Sul. Ariranhas, lontras, onças pintadas, harpia e várias outras espécies habitam esse rico e maravilhoso bioma. Turistas e moradores de Bonito poderão conhecer este cenário exuberante. O passeio começa com a saída da Praça da Liberdade, às 7h, e vai até a Cabeceira do Rio Perdido, no Parque Nacional, onde está a trilha de 1,3 km de extensão. São 20 vagas disponíveis. As inscrições devem ser realizadas no telefone (67) 3255-2160 da Secretaria de Turismo, Indústria e Comércio de Bonito.

9h às 11h · GESTÃO E CRIATIVIDADE EM DANÇAS URBANAS, TÉCNICAS E FUNDAMENTOS • Oficina

A oficina de Gestão e Criatividade em Danças Urbanas, Técnicas e Fundamentos tem como objetivo aprimorar e fortalecer o trabalho de grupos de dança de rua de Bonito. A intenção é promover um intercâmbio com profissionais e abrir novas possibilidades de aprendizado. Desta maneira, os envolvidos irão refletir sobre o conceito de resistência e afirmação da identidade que está no bojo dessa linguagem artística. 

Ministrante Edson Clair
Período: 23 a 30.07 / 14h-17h 
Local: Estúdio Rekebre | Rua das Flores, 1815, Bonito
24h / 20 vagas 

9h às 16h · RELENDO A OBRA DE HUMBERTO ESPÍNDOLA • Oficina

Por meio da técnica de releitura e procurando proporcionar vivências plásticas lúdicas, os participantes poderão observar os elementos utilizados nas pinturas de Humberto Espíndola e fazer suas próprias intervenções, destacando as características e o signo do Boi/Bovinocultura, presença fundamental nas obras do artista.

Ministrantes: Cristina Moura, Kelly Rodrigues e Roseli Nogueira 
29 a 31.07 / 9h-11h e 14h-16h 
Local: Tenda Infância e Juventude na Praça da Liberdade | Av. Heron do Couto, 190
12h / 20 vagas

9h às 22h · EXPOSIÇÃO SÉRIE DIVISÃO DE MATO GROSSO/HUMBERTO ESPÍNDOLA E MOSTRA COLETIVA DOS ARTISTAS DE BONITO • Artes Plásticas

Humberto Espíndola reforça a autonomia da linguagem artística e humaniza o sentimento popular numa narrativa histórica da divisão do estado de Mato Grosso em uma belíssima série de oito quadros. O criador e difusor da Bovinocultura cria um roteiro estético-histórico da criação de Mato Grosso do Sul. Acontece simultaneamente no mesmo espaço a Mostra Coletiva dos Artistas de Bonito, onde natureza e cultura servem de tema para as obras bonitenses. 

Local: Praça da Liberdade | Rua Cel. Pillad Rebuá, no centro de Bonito.  

9h às 22h · ESPAÇO LITERATURA • Literatura

Espaço exclusivo para os apaixonados pelas palavras, com lançamento de livros de autores regionais, discussões com escritores convidados e muito mais. Na Praça da Liberdade, rua Cel. Pilad Rebuá, no centro de Bonito. 

9h às 22h · TENDA DOS SABERES INDÍGENAS - PLANETÁRIO CÉU GUARANI • Arte e Artesanato

Na Tenda dos Saberes Indígenas é exposta a cultura dos povos indígenas de Mato Grosso do Sul por meio do artesanato e cultivo de plantas medicinais das etnias Atikum, Kamba, Guarani, Kaiuá, Kadiweu, Kinikinawa, Ofaié e Terena. Para divulgar a visão do povo Guarani sobre as constelações, diferente da visão ocidental, bem como os mitos associados aos mesmos, o Planetário Céu Guarani – UEMS e a Casa da Ciência-UFMS trazem observatórios solares compactos, permitindo a observação astronômica com o uso de telescópios.

 Local: Praça da Liberdade, Rua Cel. Pilad Rebuá, no centro de Bonito.

 

14h às 16h · MOSTRA DE CINEMA - A INFÂNCIA E SEU MEIO AMBIENTE • Audiovisual

A POEIRA (MS)

(MS/ Ficção/ 14 min)

Direção: Hélio Godoy 

Um menino perde seu pai, um vaqueiro do Pantanal, em acidente de cavalo. As lembranças do pai e da paisagem pantaneira ficam para sempre guardadas, inspirando coragem e bravura.

 

CORDILHEIRA DE AMORAS II (MS)

(MS/Documentário/2014/12 min)

Direção: Jamille Fortunato

Moradora da aldeia Amambai, no Mato Grosso do Sul, perto da fronteira do Brasil com o Paraguai, uma indiazinha guarani kaiowá, Karine Martines, de 8 anos, transforma seu quintal num experimento do mundo. Contando com nada mais do que folhas, tijolos e pedaços de papel e madeira, ela cria, com sua imaginação, histórias e personagens que alargam sua solidão em brincadeiras, sonhos e projetos. 

Trailer: https://www.youtube.com/watch?v=ifNG8kNWqUA 

 

ESCOLA DAS ÁGUAS: O DESAFIO PANTANEIRO (SP)

 

(Brasil/Documentário/2014/55min e 36 seg)

Roteiro e Direção: Juliana Vicente

A natureza é o próprio limite e o próprio caminho para uma escola no coração do Pantanal. A história da criação da Escola Santa Monica e o impacto que a iniciativa causou nas famílias são retratados no documentário. O homem se alia a sabedoria magistral da natureza, ensinando que todos nós fazemos parte dela. 

Teaser: https://www.youtube.com/watch?v=44RC3yx_rOU 

14h às 19h · SKATE – PRODUÇÃO AUDIOVISUAL E PROTAGONISMO JUVENIL • Oficina

Voltada para o skate, a oficina aborda técnica, criação, produção, edição e difusão dos produtos em web canais. Ressaltando o protagonismo juvenil, a oficina aborda assuntos que contemplam o desenvolvimento físico, social, intelectual e emocional do jovem, contribuindo para a formação educacional e cultural de praticantes do skateboard para que possam atuar com autonomia na transformação de suas realidades.

Ministrantes: Frederico de Almeida Campos e Rafael Torres
Período: 26 a 31.07 | 14h-19h
Local: CMU - Centro de Multiplo Uso | Rua 24 de Fevereiro, S/N 
45h / 40 

16h às 17h · CORTEJO - VAI QUEM VEM/MS • Apresentações

A Orquestra Vai Quem Vem é composta por metais e percussão, executando clássicos com novos arranjos da obra de Ary Barroso, Dorival Caymmi, Caetano Veloso, Lamartine Babo, Chico Science, entre outros. Fundada em 2015, o Vai Quem Vem revive as festas juninas e o carnaval de rua, tocando marchas, frevos, sambas, sambas reggae, manguebeat, maracatu, baião... No festival, pelas ruas de Bonito, o público seguirá em cortejo.

17h às 18h · POROPOPÓ VARIETÉ/MS • Circo

Composto pelos grupos Circo do Mato, Circo Le Chapeau, Cia Simbiose (Campo Grande), Cia. Theasthai de Dourados e Palhaço Challito de Nova Alvorada, especialmente para o FIB 2016, "Poropopó Varietê" traz a magia do espetáculo circense para Bonito. Com números de acrobacias, malabarismo, tecido acrobático, lira, trapézio, pirofagia e muita palhaçada, o universo do circo é colocado em evidência, encantando a plateia de todas as idades durante o festival. Na Praça da Liberdade, rua Cel. Pilad Rebuá, no centro de Bonito. 

17h às 18h30 · LANÇAMENTO DE LIVROS - KIKIO / A VIDA OCULTA DE FERNANDO PESSOA / A CRIATIVIDADE NO ENSINO DAS ARTES VISUAIS • Literatura

Lançamento de livros de autores e artistas regionais, como:

KIKIO - Geraldo Espíndola

“Nosso povo enxerga o ser como um som, um tom de uma grande música cósmica, regida por um grande espírito criador... Porque fala e alma são uma coisa só..."
Assim é Kikio, criação do cantor, instrumentista e compositor Geraldo Espídola.

 

A VIDA OCULTA DE FERNANDO PESSOA - André Morgado e Alexandre Leoni.

Esta é uma história que conta de forma alternativa parte da vida e obra do poeta, convidando o leitor a conhecer factos históricos reais, desde o seu nascimento, articulando-os com um mundo sobrenatural, idealizado pelos autores.

 

A CRIATIVIDADE NO ENSINO DE ARTES VISUAIS - Vera Lúcia Penzo Fernandes

Partindo de uma sólida base histórico cultural  o livro reconstitui os fundamentos, as práticas e as proposições inclusivas na perspectiva do processo criador tomado como fator de humanização e subjetivação. Escrita pela Profª Dra. Vera Lúcia Penzo Fernandes da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), o livro trás a tona um tema esquecido na história do ensino da arte.

18h às 19h · OMSTRAB (SP) • Dança

“Cidade” é o espetáculo que o Núcleo OMSTRAB vai apresentar no FIB 2016. O grupo de dança contemporânea, que completa 20 anos de trajetória, foi indicado como Melhor Espetáculo de Dança 2012 pela Prêmio Bravo! A proposta é uma redescoberta da cidade, enquanto uma entidade viva e pulsante, para buscar estabelecer um diálogo direto, corporal e auditivo por meio de elementos sonoros e movimentos que acabam se perdendo na urgência do dia-a-dia. Na Praça da Liberdade, rua Cel. Pilad Rebuá, no centro de Bonito.

 

30/07 • Sábado
Shows
Outras Atrações

8h às 17h · CONTAÇÃO DE HISTÓRIA • Oficina

Com objetivo principal de aproximar os participantes da arte de contar histórias, a oficina desenvolve habilidades de leitura, narração e expressão poética, estimulando o surgimento de novos contadores e leitores públicos, reconhecendo as narrativas da cultura local e estabelecendo repertório de promoção da cultura e turismo de MS.

Ministrante: Michelly Dominique
Local: 
Escola Professora Durvalina Dornelles Teixeira
(23.07: 8h-11h e 14h-17h) (24.07: 8h-11h) (30.07: 8h-11h e 14h-17h)
Período: 23.07 a 30.07 

9h às 16h · RELENDO A OBRA DE HUMBERTO ESPÍNDOLA • Oficina

Por meio da técnica de releitura e procurando proporcionar vivências plásticas lúdicas, os participantes poderão observar os elementos utilizados nas pinturas de Humberto Espíndola e fazer suas próprias intervenções, destacando as características e o signo do Boi/Bovinocultura, presença fundamental nas obras do artista. 

 

Ministrantes: Cristina Moura, Kelly Rodrigues e Roseli Nogueira 

29 a 31.07 / 9h-11h e 14h-16h 

Local: Tenda Infância e Juventude na Praça da Liberdade

12h / 20 vagas

Av. Heron do Couto, 190

9h às 22h · EXPOSIÇÃO SÉRIE DIVISÃO DE MATO GROSSO/HUMBERTO ESPÍNDOLA E MOSTRA COLETIVA DOS ARTISTAS DE BONITO • Artes Plásticas

Humberto Espíndola reforça a autonomia da linguagem artística e humaniza o sentimento popular numa narrativa histórica da divisão do estado de Mato Grosso em uma belíssima série de oito quadros. O criador e difusor da Bovinocultura cria um roteiro estético-histórico da criação de Mato Grosso do Sul. Acontece simultaneamente no mesmo espaço a Mostra Coletiva dos Artistas de Bonito, onde natureza e cultura servem de tema para as obras bonitenses. 

Local: Praça da Liberdade | Rua Cel. Pillad Rebuá, no centro de Bonito.  

9h às 22h · ESPAÇO LITERATURA • Literatura

Espaço exclusivo para os apaixonados pelas palavras, com lançamento de livros de autores regionais, discussões com escritores convidados e muito mais. Na Praça da Liberdade, rua Cel. Pilad Rebuá, no centro de Bonito. 

9h às 22h · EXPOSIÇÃO DE ARTESANATO – BRASIL, MATO GROSSO DO SUL E BONITO • Arte e Artesanato

A cultura, a arte e a natureza se transformam em lindas histórias contadas através do belíssimo trabalho manual de artesões, pintores e artistas regionais. Bonito, Mato Grosso do Sul e o Brasil são expostos em trabalhos únicos, reforçando os valores culturais de cada região.

9h às 22h · TENDA DOS SABERES INDÍGENAS - PLANETÁRIO CÉU GUARANI • Arte e Artesanato

Na Tenda dos Saberes Indígenas é exposta a cultura dos povos indígenas de Mato Grosso do Sul por meio do artesanato e cultivo de plantas medicinais das etnias Atikum, Kamba, Guarani, Kaiuá, Kadiweu, Kinikinawa, Ofaié e Terena. Para divulgar a visão do povo Guarani sobre as constelações, diferente da visão ocidental, bem como os mitos associados aos mesmos, o Planetário Céu Guarani – UEMS e a Casa da Ciência-UFMS trazem observatórios solares compactos, permitindo a observação astronômica com o uso de telescópios.

 Local: Praça da Liberdade, Rua Cel. Pilad Rebuá, no centro de Bonito.

 

10h às 11h · GAIA, A MÃE NATUREZA - GRUPO CASA/MS • Teatro

O Grupo Casa traz para o festival um espetáculo cheio de poesia, cores e bom humor. “As Aventuras de Bagacinho – Quem Conta Um Ponto Cria Um Conto – Gaia A Mãe Natureza” é perfeito para toda a família assistir unida com muita música, diversão e histórias contagiantes. O espetáculo é recheado de canções populares, da pantomima italiana, da commedia dell’arte, da contação de história, da palhaçaria clássica e de técnicas circenses. Na Praça da Liberdade, rua Cel. Pilad Rebuá, no centro de Bonito. 

 

14h às 16h · MOSTRA DE CINEMA - A INFÂNCIA E SEU MEIO AMBIENTE • Audiovisual

NHAM-NHAM: A CRIATURA (MS)

(SC/FICÇÃO/ 13 min/2015)

Direção: Lucas de Barros

Roteiro: Jean Albernaz

Certa noite, Lucas escuta um barulho estranho vindo de seu armário. Nham-Nham, um urso de pelúcia desfigurado sai de lá. “Estou com fome”, diz a criatura. Nham-Nham quer avidamente os desenhos que Lucas faz em seu diário. O que Lucas não sabia é que cada folha devorada pelo novo amigo, as lembranças ali desenhadas são apagadas de sua memória. 

Trailer: https://www.youtube.com/watch?v=6ThjzsLzz7c  

 

MITÃ (MS)

 

(Brasil/Documentário/2013/ 52 min)

Direção e Direção: Lia Mattos, Alexandre Basso

Mitã. Criança brasileira. O ser humano em sua dimensão criadora transcende o tempo despertando para as possibilidades de um “Mundo Novo”. Uma poética da infância inspirada por Fernando Pessoa, Agostinho da Silva e Lydia Hortélio. 

Trailer: https://vimeo.com/110362748 

 

O MENINO E O MUNDO (SP)

(Brasil/Animação/2013/85 min)

Direção e Roteiro: Alê Abreu

Sofrendo com a falta do pai, um menino deixa sua aldeia e descobre um mundo fantástico dominado por máquinas-bichos e estranhos seres. Uma inusitada animação com várias técnicas artísticas que retrata as questões do mundo moderno por meio do olhar de uma criança. Concorreu ao Oscar de melhor animação em 2016. 

Trailer: https://www.youtube.com/watch?v=6lFP8FVUwK8 

14h às 17h · GESTÃO E CRIATIVIDADE EM DANÇAS URBANAS, TÉCNICAS E FUNDAMENTOS • Oficina

A oficina de Gestão e Criatividade em Danças Urbanas, Técnicas e Fundamentos tem como objetivo aprimorar e fortalecer o trabalho de grupos de dança de rua de Bonito. A intenção é promover um intercâmbio com profissionais e abrir novas possibilidades de aprendizado. Desta maneira, os envolvidos irão refletir sobre o conceito de resistência e afirmação da identidade que está no bojo dessa linguagem artística. 

Ministrante Edson Clair
Período: 23 a 30.07 / 14h-17h 
Local: Estúdio Rekebre | Rua das Flores, 1815, Bonito
24h / 20 vagas 

 

15h às 16h · TERRITÓRIO, PROTAGONISMO E INOVAÇÃO • Mesa redonda

Paulo Boggiani vai abordar a geologia da Serra da Bodoquena e as potencialidades e fragilidades da região. Já Allemberg Quindins conta sobre a criação da Fundação Casa Memorial do Homem Kariri. Abertura com Oficina de Dança de Corumbá e encerramento com Pantanal em Coro. No Galpão Chama de Bonito.

16h30 às 18h · CORTEJO - VAI QUEM VEM/MS • Apresentações

A Orquestra Vai Quem Vem é composta por metais e percussão, executando clássicos com novos arranjos da obra de Ary Barroso, Dorival Caymmi, Caetano Veloso, Lamartine Babo, Chico Science, entre outros. Fundada em 2015, o Vai Quem Vem revive as festas juninas e o carnaval de rua, tocando marchas, frevos, sambas, sambas reggae, manguebeat, maracatu, baião... No festival, pelas ruas de Bonito, o público seguirá em cortejo.’

17h às 18h · UMA MOÇA DA CIDADE/MS • Teatro

"Uma Moça da Cidade" conta a saga de uma jovem do interior que se aventura na cidade grande em busca de seus sonhos e amores. A peça do grupo campo-grandense Ubu é uma homenagem a avó e a mãe do autor e diretor Anderson Bosh para relembrar a charmosa cidade de Baianópolis, de apelido Pequi, interior do hoje MS, e resgatar, registrar e contribuir na manutenção da memória, da arte e cultura sul-mato-grossenses. Na Praça da Liberdade, rua Cel. Pilad Rebuá, no centro de Bonito. 

 

17h às 20h · NIGHT BIKE - TRILHA CULTURAL • Passeios

Estrada de terra, cascalho, erosão e mata fechada, são trechos únicos para contemplar a beleza da Cidade de Bonito e curtir o céu estrelado. Nada melhor do que a bicicleta para vivenciar essa aventura.

O que esta sendo proposto nesse projeto é muito mais do que uma simples pedalada é a disseminação dos conhecimentos sobre a natureza, meio ambiente e potencial turístico da nossa região. Participe!

18h às 19h · UM CAFÉ DA MANHÃ/SP • Circo

“Um Café da Manhã” é um espetáculo cativante. Baseado em acrobacias aéreas, a dupla Ana Coll e Kadu Mendes convida o espectador a uma viagem emocional. Com narração não verbal, a comunicação dos personagens fica incumbida à fisicalidade e à expressão dos artistas nos aparelhos. O grupo circense mergulhou na pesquisa da expressão corporal voltada para acrobacias aéreas e já circulou os principais festivais do país. Na Praça da Liberdade, rua Cel. Pilad Rebuá, no centro de Bonito. 

 

31/07 • Domingo
Shows
Outras Atrações

8h às 11h · FESTIVAL TERÁ CORRIDA DE INVERNO DE BONITO COM DOIS PERCURSOS • Apresentações

A “1ª Corrida de Inverno de Bonito” oferece a oportunidade da prática esportiva com a natureza bonitense como cenário. A corrida será no domingo (31), a partir das 8h, com a partida da Praça da Liberdade e segue pela rua Coronel Pilad Rebuá. Serão dois percursos planejados: 5 e 10km. A inscrição custa R$ 50 e haverá sorteio de uma moto e dez bikes. Acesse centraldacorrida.com.br/corrida-de-inverno

9h às 16h · RELENDO A OBRA DE HUMBERTO ESPÍNDOLA • Artes Plásticas

Por meio da técnica de releitura e procurando proporcionar vivências plásticas lúdicas, os participantes poderão observar os elementos utilizados nas pinturas de Humberto Espíndola e fazer suas próprias intervenções, destacando as características e o signo do Boi/Bovinocultura, presença fundamental nas obras do artista.

Ministrantes: Cristina Moura, Kelly Rodrigues e Roseli Nogueira 

29 a 31.07 / 9h-11h e 14h-16h 

Local: Tenda Infância e Juventude na Praça da Liberdade

12h / 20 vagas

Av. Heron do Couto, 190

 

9h às 22h · EXPOSIÇÃO SÉRIE DIVISÃO DE MATO GROSSO/HUMBERTO ESPÍNDOLA E MOSTRA COLETIVA DOS ARTISTAS DE BONITO • Artes Plásticas

Humberto Espíndola reforça a autonomia da linguagem artística e humaniza o sentimento popular numa narrativa histórica da divisão do estado de Mato Grosso em uma belíssima série de oito quadros. O criador e difusor da Bovinocultura cria um roteiro estético-histórico da criação de Mato Grosso do Sul. Acontece simultaneamente no mesmo espaço a Mostra Coletiva dos Artistas de Bonito, onde natureza e cultura servem de tema para as obras bonitenses. 

Local: Praça da Liberdade | Rua Cel. Pillad Rebuá, no centro de Bonito.  

9h às 22h · TENDA DOS SABERES INDÍGENAS - PLANETÁRIO CÉU GUARANI • Arte e Artesanato

Na Tenda dos Saberes Indígenas é exposta a cultura dos povos indígenas de Mato Grosso do Sul por meio do artesanato e cultivo de plantas medicinais das etnias Atikum, Kamba, Guarani, Kaiuá, Kadiweu, Kinikinawa, Ofaié e Terena. Para divulgar a visão do povo Guarani sobre as constelações, diferente da visão ocidental, bem como os mitos associados aos mesmos, o Planetário Céu Guarani – UEMS e a Casa da Ciência-UFMS trazem observatórios solares compactos, permitindo a observação astronômica com o uso de telescópios.

 Local: Praça da Liberdade, Rua Cel. Pilad Rebuá, no centro de Bonito.

 

14h às 16h · MOSTRA DE CINEMA - A INFÂNCIA E SEU MEIO AMBIENTE • Audiovisual

A PRINCESA PANTANEIRA (MS) 

(MS/Animação/2012/ 9 min)

Direção: Constantina Xavier Filha

Animação com direção de Constantina Xavier Filha. Camuela recebeu dos bichos do Pantanal o apelido de Princesa Pantaneira. Um dia, ao ouvir um grito apavorante, Camuela arruma a maleta com sopa paraguaia, arroz carreteiro, arroz com pequi, tereré e uma poção de guavira e parte para a aventura mais importante da sua vida.

Trailer: https://www.youtube.com/watch?v=ujaigMwMGD4 

 

O MENINO NO ESPELHO (MG)

(Brasil/Fantasia-Drama/2014/ 1h 14m)

Direção: Guilherme Fiuza Zenha

Autor: Fernando Sabino

Drama de Guilherme Fiuza Zenha baseado em obra homônima de Fernando Sabino. Que criança nunca sonhou em ter um clone? Alguém que fizesse todas as tarefas chatas em seu lugar, como ir à escola mesmo sem vontade ou tomar uma dolorosa injeção no hospital. A transformação dessa fantasia em realidade é a trama central de “O Menino no Espelho”, um filme que trata de valores universais como a infância, a amizade e a descoberta do amor. 

Trailer: https://www.youtube.com/watch?v=d1GdcPxLjqA 

17h às 18h · DANÇA CIRCULAR/MS • Dança

A Dança Circular ou Dança dos Povos nasceu com Bernhard Wosien. O coreógrafo alemão pesquisou as danças folclóricas de diversos povos pelo mundo. Na roda, de mãos dadas, voltada para um centro comum, ao ritmo de suas músicas, nos passos e nos gestos desenhados no movimento coletivo, as marcas de tradições diversas são dançadas e acolhidas, são vivificadas no círculo. Qualquer pessoa pode participar dessa dança, basta entrar na roda e se abrir para o encontro além da palavra. Focalizadoras: Roberta Siqueira e Franciella Cavalheri

18h às 19h · VILA TARSILA/SP • Teatro

“Vila Tarsila” é uma celebração a Tarsila do Amaral. A peça joga luzes nas memórias de infância e transporta o espectador ao mundo antropofágico da inesquecível artista plástica. A inspiração de Tarsila nascia de viagens realizadas por ela e das brincadeiras que recheavam as tardes na fazenda onde vivia em Capivari (SP). O espetáculo da Cia Druw tem estilo coreográfico bem humorado e aborda questões internas e externas da natureza humana. Na Praça da Liberdade, rua Cel. Pilad Rebuá, no centro de Bonito.