31 de Julho
Ficção e realidade do mundo infantil são temas da Mostra de Cinema no terceiro dia de FIB

 

Crianças e adultos conferiram a ficção “Nham-Nham: a criatura”, que abriu a Mostra de cinema deste sábado (30), no Sebrae de Bonito. Todos se encantaram com o curta metragem dirigido pelo campo-grandense Lucas de Barros. O filme conta a história de Lucas, um garotinho que muda de casa e faz um amigo nada convencional: um urso de pelúcia chamado Nham-Nham, que é o monstro do armário do quarto dele. “É muito legal ver a reação das crianças, pois cada uma percebe o filme de um jeito dependendo da faixa etária. Umas têm um pouco de medo do urso, outras acham engraçado”.

O segundo filme exibido foi o média metragem “Mitá”, de direção de Lia Mattos e Alexandre Basso. O roteiro, que mostra o universo e a poética infantil com suas brincadeiras tradicionais, foi inspirado nas obras de Fernando Pessoa, Agostinho da Silva e Lydia Hortélio. “O documentário, apesar de lúdico, é direcionado para adultos e está sendo muito apreciado por educadores. Eles se sensibilizam com o tempo da criança mostrado no filme acabam levando essa ideia para seus ambientes educativos”, observa Lia.

Para finalizar a atividade audiovisual de sábado, foi apresentado a animação “O menino e o mundo”, dirigido por Alê Abreu. A história é de um menino que sofre a falta do pai, por isso ele deixa sua aldeia e descobre um mundo dominado por máquinas-bicho e estranhos seres. O filme concorreu ao Oscar de melhor animação em 2016.

Neste domingo (31) a partir das 14 horas, último dia de Festival de Inverno de Bonito, o público pode conferir a animação “A princesa pantaneira” de direção de Constantina Xavier e o filme “O menino no espelho”, com direção de Guilherme Fiuza Zenha e autoria de Fernando Sabino. Um bate-papo com o tema “A criança e seu meio ambiente no cinema” finaliza a Mostra de Cinema do FIB 2016.

 

Texto: Débora Bordin

 foto Elis Regina